O barro é terra, poeira que dança ao vento adensando o ar. No seu encontro com a água se liquefaz, torna-se maleável, aceitando generosamente que homem extraia sua energia, sua força e leveza. Ganha no fogo a solidez de sua forma definitiva, quando pela queima, o rústico, o maleável e o frágil desaparecem, dando lugar ao belo, ao sólido e ao durável – a cerâmica. Um resultado, as vezes, imprevisível e incontrolável, onde prevalece o prazer da descoberta neste reencontro do ser humano com suas origens. Ao exercer o primeiro gesto de transformação do barro nos mais variados objetos, ao moldá-lo e consolidá-lo no calor, o homem, mais que meramente sobreviver e se defender, se torna parceiro da natureza culminando na cerâmica, realização mais ancestral e fundamental da humanidade

A cerâmica brasileira é diversa, rica em formas e texturas, detalhada à minúcia ou de uma total simplicidade. Tem influência indígena e portuguesa em sua origem, e bem posteriormente asiática, vale-se da integração harmoniosa dos povos que mesclam nossa sociedade e incorpora elementos e técnicas de suas culturas. Essa confluência de saberes tradicionais transmitidos entre gerações faz surgir uma cerâmica com ares contemporâneos, resgatando nossos valores e ocupando definitivamente seu lugar no âmbito das artes.
   
   
 
 
 
 
 

 

CERAMES - Rua Tito Machado, nº 66 - Horto - Vitória - ES - cep: 29.050-120 - www.ceramistas-es.com.br -Tel.: 27 3325 3979